SE - Canindé de São Francisco

Canindé de São Francisco

Canindé está situada em uma das margens represadas do Rio São Francisco que abriga a Usina Hidrelétrica de Xingó, a segunda maior usina brasileira e uma das mais modernas do mundo. Seu reservatório de águas esverdeadas é a mais popular atração da cidade, com passeios de barco em meio aos canyons.

Canyons do Rio São Francisco

O complexo é composto de canais de integração que fazem parte do rio São Francisco, o quinto maior do mundo e o maior em extensão navegável. São 60 Km² de espelho d'agua, onde paredões escarpados pela natureza se misturam com o verde das águas do rio. Em alguns pontos a profundidade represada pode chegar a 150m. No trajeto somos contemplados com várias ilhas, formações rochosas como a Pedra do Gavião, o morro dos macacos e a pedra do japonês. O trecho mais bonito do passeio é chamado de Paraíso do Talhado, um canyon formado por paredões rochosos imensos e uma estátua de São Francisco colocada ali em homenagem às águas do rio. O ponto extremo do passeio é a parada, que dura em torno de uma hora, numa plataforma construída em meio aos canyons, onde é possível lanchar, mergulhar no velho chico ou passear de canoa pelas fendas rochosas para tirar fotos.

Usina Hidroelétrica do Xingó

A Usina Hidroelétrica de Xingó começou as ser construída em 1982 e foi inaugurada em 1994. Está instalada no Rio São Francisco, e pertence a CHESF, Companhia Hidro Elétrica do São Francisco. A Hidrelétrica de Xingó é considerada a maior e mais moderna da CHESF e gera 30% da energia da empresa. A barragem tem 140 metros de altura. A área do reservatório da usina chega a 60 quilômetros quadrados. Xingó conta com uma potência instalada de mais de 3 milhões de kW, gerada por seis unidades de 527 mil kW cada. A Usina permite visitações, começa com apresentação de vídeos sobre a obra e termina com um passeio pelas barragens de desvio.