GO - São Domingos / Terra Ronca

Terra Ronca

São Domingos localiza-se na porção conhecida como Nordeste Goiano, divisa com o estado da Bahia e faz parte da Microrregião do Vão do Paranã. Sua população é estimada em 10.996 habitantes, de acordo com o censo 2010. Surgiu como povoado em fins do século XVII, início do século XVIII. O primeiro povoado que existiu no local era conhecido pela denominação de Arraial Velho, provavelmente situado a 2 km da atual cidade. Nada mais existe no local. Tendo sido promovido a distrito em 23 de junho de 1835 e a município em 14 de outubro de 1854.
O município tem como principal atividade econômica a agropecuária, com destaque para a pecuária bovina e à agricultura de subsistência. O potencial turístico do município, ainda pouco explorado, é outro elemento importante para a economia local, incentivado principalmente pelas riquezas naturais existentes ali: Complexos de cavernas (Parque Estadual Terra Ronca), áreas de preservação ambiental (Floresta Nacional da Mata Grande), nascentes, rios, cachoeiras e o belo lago que circunda a sede do município.

Circulando por São Domingos

São Domingos é uma cidadela situada no nordeste do estado de Goiás, divisa com a Bahia. Uma cidade pacata que parece que parou no tempo, mantendo as tradições do interior. É contemplada com o belo lago São Domingos, que possui uma infra-estrutura completa de lazer, com espaço para ginástica, quiosques para lanche, área para banho entre outras atividades.

Terra Ronca

O Parque Estadual da Terra Ronca foi criado em 1989, é o maior complexo de cavernas da América do Sul. São mais de 300 cavernas, sendo 65 delas de grande porte e molhadas, cortadas por um rio que é o principal responsável pela sua formação. O acesso à região do parque se dá através da GO-108, apesar de ser uma estrada de terra, é bem cuidada e transitável. Essa estrada é um dos limites do parque. O acesso norte é pela cidade de São Domingos, e pelo sul pela cidade de Posse. O parque é cercado por diversas pousadas, que oferecem hospedagem, ótima alimentação e disponibilizam guias para nos conduzir aos passeios. Como não existe sinal de celular na região, sempre que um guia sai com uma equipe para um passeio, ele avisa para onde está indo e com quantas pessoas está saindo. É uma prevenção, casa haja algum incidente dentro de uma caverna e a equipe demore para retornar, imediatamente é enviado uma equipe de resgate. Não é recomendável fazer qualquer trilha desacompanhado de um guia, além de ser perigoso, o passeio guiado é muito mais proveitoso.

Parque Estadual da Terra Ronca

Caverna Terra Ronca

A Terra Ronca é uma das cavernas com acesso mais fácil da região, pode ser avistada da estrada de dentro do carro e possui uma boca de quase 100m de altura. A caverna é cortada pelo Córrego da Lapa, onde parte da trilha é feita dentro desse rio. A caverna recebe esse nome pelo barulho produzido pelas águas que "roncam" dentro da caverna. A sua grandiosidade é de impressionar, com um acervo de formações rochosas milenares que encanta. A trilha interna é de fácil acesso, alguns trechos com escuridão absoluta. A boca de saída do outro lado da caverna nos leva a uma trilha externa até o topo da caverna, parte dessa trilha é feita dentro do rio. A subida é um pouco íngreme, mas compensadora, o visual lá de cima é maravilhoso.

Caverna Angélica

Também faz parte do conjunto de cavernas do Parque Estadual de Terra Ronca. Bastante procurada por espeleólogos amadores devido à facilidade do passeio no interior. Logo na entrada há um grande salão de areia, onde se pode pernoitar. O rio Angélica, que corre em seu interior, é calmo, com bancos de areia que facilitam a caminhada. Sua grandiosidade é impressionante, seus salões e galerias reservam grandes surpresas da natureza. Na sua grande maioria a escuridão é total e em alguns trechos apresenta alguns obstáculos que exigem cautela, é muito fácil se perder no seu interior. Por isso que não é recomendável visitá-la desacompanhado de um guia.